X

Notícias

05jun

Sonangol vai alienar 72 empresas do grupo

Economia | | Return

Setenta e duas empresas subsidiárias do Grupo Sonangol serão alienadas em breve, no âmbito do processo de reestruturação em curso na companhia, anunciou nesta terça-feira, em Luanda, o presidente do Conselho de Administração da petrolífera nacional, Sebastião Pai Querido.

De acordo com o gestor, pela especificidade de algumas empresas, será a própria Sonangol a conduzir o processo de alienação, sempre tendo em conta o critério e os princípios aprovados pela estrutura do Estado que está a coordenar esta actividade.

A venda dessas empresas do Grupo Sonangol enquadra-se num processo mais abrangente do Governo, que pretende privatizar uma boa parte das empresas com capitais públicos, via Bolsa de Valores, uma iniciativa que está a ser conduzida pelo Instituto de Gestão de Activos e Participação do Estado (IGAPE).

Sebastião Pai Querido disse esperar que, com esse processo, os resultados financeiros possam ser revertidos a favor do reforço da posição financeira da empresa, de modo a evitar que a Sonangol recorra a outros meios para ter fundos para conduzir a actividade.

Segundo o presidente, que falava na Conferência "Angola Petróleo e Gás", aberta pelo Presidente da República, João Lourenço, com a separação da função de concessionária, a empresa tem estado a identificar e seleccionar aqueles activos que fazem parte da actuação principal da Sonangol.

A alienação está inserida no processo de regeneração que começou em 2018, em função do Programa de Reestruturação da Sonangol, no quadro do ajustamento da organização do sector dos petróleos.

O referido programa tem como objectivo tornar a Sonangol mais competitiva e rentável, com foco na cadeia primária de valor (pesquisa, prospecção, exploração e refinação de petróleo), observando padrões internacionais de qualidade, saúde, segurança e meio ambiente.

Contribuir para a melhoria do desempenho do sector petrolífero em Angola, impulsionar e intensificar a actividade para substituição de reservas e aumento da produção de hidrocarbonetos, a médio e longo prazos, assim como promover a prospecção, pesquisa, desenvolvimento e produção de gás natural, para garantir a disponibilidade para utilização interna e exportação, constam ainda dos objectivos.

Pretende-se com a regeneração da empresa promover o aumento da quota de produção interna de petróleo bruto, reforçar o papel da Sonangol Pesquisa e Produção, de modo a torná-la mais eficiente, e fomentar e incentivar o desenvolvimento de uma indústria nacional robusta de suporte ao sector petrolífero.

O programa de reestruturação vai permitir aumentar a capacidade interna de produção de refinados, para reduzir a dependência das importações e consolidar a integração dos negócios de refinação, transporte, armazenagem e comercialização de produtos refinados, com foco na promoção da eficiência e na liberalização do mercado de combustíveis.

Attachments

Related

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar