X

Notícias

17jun

João Lourenço exorta midias para descoberta de jovens empreendedores

Política | | Return

O presidente do MPLA, João Lourenço, exortou, este domingo, os órgãos de comunicação social a trabalharem na descoberta de jovens empreendedores que coloquem a sua imaginação ao serviço da economia nacional para a criação de mais postos de trabalho no país.

Segundo o líder do MPLA, partido que sustenta o Governo, os jovens, regra geral, são muito inovadores, mas, às vezes, falta-lhes apoios e meios para colocarem a imaginação ao serviço da economia e da Nação.

João Lourenço, que discursava no acto político de massas que serviu para apresentar os resultados do VII Congresso Extraordinário do seu partido, sublinhou que a comunicação social deve exercer um papel crucial na descoberta de novos talentos (empreendedores).

Citou, a propósito, casos de jovens que começaram com pequenas coisas e se destacaram na sociedade com o seu talento, empregando várias pessoas nos seus projectos.

“Trabalhemos na descoberta destes jovens talentos, que não estão apenas à espera de ser funcionários públicos, a pressionar a função pública, à espera que o Estado lhes dê emprego. Eles próprios encontram emprego não apenas para si, mas, ainda, empregam os amigos e os colegas de Escola (…)”, observou.

Disse ser necessário que a comunicação social e outras instituições ajudem a criar as micro e pequenas empresas para alavancar a economia nacional.

João Lourenço, igualmente Presidente da República, anunciou, também, o apoio ao empresariado nacional, para a produção de bens e serviços essenciais à população.

Anunciou ainda a privatização de empresas do Estado que se encontrem em situação de ociosidade. “Estamos numa economia de mercado, onde a produção nacional deve ser feita pelo sector privado”.

Segundo o líder do MPLA, o maior desafio, agora, é aumentar a produção interna, colocando o sector privado da economia a produzir, considerando necessário estabelecer uma relação mais próxima com as associações empresariais, para ouvir as suas reais necessidades.

Resgate dos valores morais

No Pavilhão Multiusos do Kilamba, recinto com capacidade para 12.720 pessoas, o presidente do MPLA reafirmou a necessidade da promoção do resgate dos valores, numa vertente pedagógica e educativa.

João Lourenço entende que, para a condução, com êxito, desse processo, o MPLA deve tomar a dianteira e colaborar com as igrejas, organizações não-governamentais e outras instituições da sociedade civil.

No campo da cidadania, o líder do MPLA sublinhou a importância de a sociedade ser pró-activa em questões que colidem com o seu bem-estar e, a título de exemplo, citou o caso da ocupação indevida de um jardim público na cidade do Lubango (Huíla) e a tentativa de implantação de uma unidade fabril numa zona habitacional em Benguela.

Nos dois casos, a pronta reacção da sociedade permitiu que a ordem fosse reposta.

Participaram no congresso extraordinário do MPLA, decorrido no Centro de Conferência de Belas, em Luanda, dois mil e 448 delegados, dos quais 777 mulheres e mil e 671 do sexo masculino.

O Comité Central do MPLA passou de 366 para 497 membros. Sessenta e um por cento dos novos membros (134) são jovens, o que visa assegurar a transição geracional.

Attachments

Related

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar