X

Notícias

13mar

Ministério do Ambiente revisa projecto Kitabanga

Social | | Return

O programa de conservação de Tartarugas Marinhas denominado Projecto Kitabanga será revisado, neste ano, pelo Ministério do Ambiente (MINANB), no âmbito do programa de trabalho de 2020.

Esta informação foi avançada à Angop nesta quinta-feira, em Luanda, pela directora do Gabinete de Comunicação e Institucional e Imprensa (GCII), Elizabeth Smith, acrescentando que se prevê aumentar, com a revisão, mais postos de monitorização das tartarugas.

A responsável do GCII disse que está agendada neste mês uma reunião de trabalho onde irão fazer o balanço de todo o projecto, reforço das premissas do desenvolvimento sustentável e da própria protecção da espécie, por se tornar prioridade a nível nacional.

Actualmente o projecto conta com uma área de actuação directa de 31 quilómetros quadrados de praia protegida, distribuída pela região do Kissembo, Palmeirinhas, Longa e Menono.

O Kitabanga é afecto ao departamento de biologia  da Faculdade de Ciências da Universidade Agostinho Neto (UAN) e implementado desde 2003 com anuência do Ministério do Ambiente.

Pretender-se com o programa identificar e proteger ninhos e tartarugas, obter uma panorâmica das áreas de maior incidência de desova ao longo das áreas de intervenção, variação de densidade e abundância relativa ao longo tempo, taxas de natalidade e mortalidade, crescimento populacional e imigrações e aspectos relacionados com o ecossistema onde se inserem.

Desde o inicio do projecto, foi possível conhecer aspectos sobre a bioecologia das tartarugas em Angola, o seu status ao longo da costa angolana, contribuir para a sensibilização de comunidades costeiras em prol da salvaguarda da espécie e para a tomada de medidas de conservação e desenho da estratégia nacional para conservação da biodiversidade.

Permitiu ainda registar mais de seis mil posturas das tartarugas, preservar cerca de três mil e 500 ninhos, incluir mais de 322 mil pequenas novas tartarugas no meio ambiente, capacitar quadros com princípios ligados à biologia da conservação.

Angola dispõe de várias espécies de   tartarugas, com realce para a tartaruga de Ouro, também conhecida como Kitabanga (Dermochelys coriácea), a mais rara no mundo e que pode atingir dois metros de comprimento e um peso de 600 quilogramas.

A sua carapaça é triangular e alongada, com sete cristas longitudinais, apresentam coloração escura, salpicada de pintas brancas e roseadas.

Reproduzem em praias arenosas ao longo da costa, colocando em média 80 ovos que são encubados em 60 dias, e alimentam-se fundamentalmente de medusas.

Attachments

Related

 
Avisos Consulado

O Sector Consular da Embaixada de Angola fica vedado ao Público devido ao COVID 19, por tempo indeterminado.
Em caso de urgência contacte os seguintes números de Telefone: +49 1521 3852073 (Sr. Alberto Cuico)
+49 176 23740057 (Sr. José Contreiras)

 

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar