X

26Jun

PGR pondera mandado de captura contra Isabel dos Santos

Política | | Return

O procurador-geral da República, Helder Pitta Grós, admitiu a possibilidade de avançar, em coordenação com as entidades judiciárias portuguesas, para a emissão de um mandado de captura contra a empresária Isabel dos Santos, investigada por branqueamento de capitais.

Em declarações à imprensa, o magistrado do Ministério Público não avançou um horizonte temporal para a realização do mandado de captura, tendo dito apenas que a possibilidade consta do processo em curso.

"Temos estado a trabalhar em sintonia com as autoridades portuguesas, todo o trabalho que os últimos dias veio a público é um trabalho que está a ser feito em sintonia total entre Angola e Portugal a nível das entidades judiciárias, e se por acaso houver necessidade de chegarmos a esse ponto (emissão de mandado) em conjunto veremos como proceder", afirmou.

Helder Pitta Grós, que falava sexta-feira no final de um encontro com procuradores junto dos serviços executivos centrais do Ministério do Interior, sublinhou que a efectivação do mandado de captura é uma possibilidade. "São questões processuais e como devem imaginar não poderei aqui, desta forma, publicitar algo que está no processo e estamos a trabalhar”.

Isabel dos Santos está a ser investigada no âmbito de processos de natureza cível e criminal, em que o Estado angolano reivindica valores superiores a cinco mil milhões de dólares norte-americanos.

A empresária, filha do ex-Presidente José Eduardo dos Santos, foi alvo de um arresto de contas bancárias e participações sociais, tendo sido também arrestadas participações relativas a várias empresas em Portugal.

Isabel dos Santos, que nega todas as acusações e diz ser alvo de um "ataque com motivação política", afirmou, anteriormente, que pretende contestar junto do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos a decisão de arresto de bens pela justiça portuguesa, tomada com base no processo da Procuradoria-Geral da República.

Em Dezembro de 2019, o Tribunal Provincial de Luanda decretou o arresto preventivo de contas bancárias pessoais de Isabel dos Santos, do marido, o congolês Sindika Dokolo, e do ex-gestor do Banco de Fomento Angola (BFA ), Mário da Silva, além de nove empresas nas quais a empresária detém participações sociais, por alegados negócios privados que terão lesado o Estado angolano.

Em Janeiro, o Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação revelou também mais de 715 mil ficheiros, sob o nome de 'Luanda Leaks', que detalham alegados esquemas financeiros de Isabel dos Santos e do marido, que lhes terão permitido retirar dinheiro do erário público angolano através de paraísos fiscais.

Attachments

Related

 
Hinweise Konsulat

Dass wir von nun an bei konsularischen Angelegenheiten das Thermometer zur Temperaturmessung verwenden werden. Es sei darauf hingewiesen, dass die Maßnahme die obligatorische Verwendung der Maske, Desinfektionsmittel (Alkohol-Gel) sowie den Abstand von mindestens eineinhalb Metern im Kontakt zwischen den Personen nicht aufhebt.

Mit der Hoffnung auf bessere Tage verabschieden wir uns herzlich.

Berlin, 22. Juni 2020
Beschwerden und Konsultationen des Konsularsektors +491602019523

Nachrichten

DAS ANGOLANISCHE PARLAMENT

Öffnen
 

DIE NATIONALBANK VON ANGOLA

Öffnen
 

NUTZLICHE LINKS

Öffnen
 

Kontakts

Zeitpläne

Öffnungszeiten der BOTSCHAFT

Montag bis Freitag
09h00 - 13h00 / 14h30 - 16h30

KONSULARISCHE DIENSTE
Antragsannahme

Montag, Dienstag, Donnerstag und Freitag
9h30 – 12h30

Abgabe von Dokumenten

Montag, Dienstag, Donnerstag und Freitag
14h00 – 15h30