X

Relações Angola Alemanha

As relações político-diplomáticas entre a República de Angola e a República Federal da Alemanha datam de longos anos e são consideradas excelentes. O seu ponto mais alto foi marcado pelas visitas de Estado do ex-Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, à Alemanha em Fevereiro de 2009, e de Sua Excelência Chanceler da República Federal da Alemanha, a Angola em Julho de 2011.

Estes contactos ao mais alto nível deram origem a assinatura de diversos e importantes instrumentos jurídicos, comissões bilaterais e outras acções, que tiveram grande impacto na consolidação das relações de amizade e cooperação entre os dois países.

O sector que mais tem beneficiado desta cooperação é o da indústria energética, através da participação das empresas alemãs na construção de barragens e centrais hidroeléctricas nacionais. Porém, muitas outras áreas, tais como: as infraestruturas, transporte, defesa, cultura, e formação, necessitam maior impulso na implementação dos acordos rubricados.

Com o recém-formado governo angolano, que tem pela frente o grande desafio e prioridade a economia nacional, os indicadores apontam para um aprofundamento mais intenso das relações com a Alemanha. No primeiro Discurso do Presidente João Lourenço, aquando da sua investidura, Alemanha foi mencionada entre os parceiros estratégicos de Angola. O foco da cooperação está mais virado agora para os vectores que investem na diversificação da economia, tendo em conta o crescimento e subsequente desenvolvimento sustentável.

É nesse contexto de reforma progressiva, que é dada a primazia ao reforço de parcerias entre Angola e a Alemanha. Aqui o Estado alemão joga um papel importante, na concretização dos objectivos nacionais preconizados, uma vez que, é líder mundial em áreas chave, que concorrem para a crescente economia. Falamos de industrialização, formação, saúde, agricultura, energias renováveis, tecnologias inovadoras e digitalização.

Apostando numa diplomacia política e economicamente forte, temos a certeza de que, rapidamente elevaremos a nossa posição de terceiro parceiro comercial da Alemanha na África Subsariana, para o primeiro lugar.

Em agosto de 2018, visando estreitar mais as relações bilaterais entre os nossos países, o Presidente da República João Manuel Gonçalves Lourenço, visitou a Alemanha com uma enorme delegação, constituida por membros do executivo, gestores de empresas Públicas e empresários interessados em cooperar .  Nessa ocaião realizou-se o VII Fórum Economico Alemanha -Angola, onde foram apresentadas as potencialidades economicas de Angola. O evento reuniu mais de 300 empresários em Berlim.

O Presidente João Lourenço manteve ainda encontros com o Homologo alemão Frank Walter Steinmer, com a Chanceler Angela Merkel, com quem abordou questões fulcrais sobre a cooperação em varios dominios e visitou a uma das grandes marcas alemãs instalada em Angola.

Foram igualmente rubricados vários assinados vários memorandos de entendimento de cooperação nos dominios dos Transportes, Finanças e Energia.

Dando sequência aos compromissos  assumidos, duas delegações sectoriais alemãs visitaram  Angola em Fevereiro e Julho de 2019, augruando a amaterialização dos projectos. De Angola voltaram para Alemanha este ano várias entidades, na busca de solcuções para o fomento a agricultura, melhoria no fornecimento de energia e outras soluções tecnoloógicas. 

Angola tem as portas abertas ao investimento estrangeiro com parcerias público e privadas, oferecendo incentivos fiscais em determinados sectores e zonas geográficas, no intuito de fazer crescer o País no seu todo.

A oportunidade está criada, para que mais empresas alemãs se juntem às mais de 20 já instaladas em Luanda. O País é constituído por 18 províncias que se estendem no vasto território de 1.246.700 km2, com um mosaico cultural rico, povo trabalhador e acolhedor, acrescidos os enormes recursos por explorar.

 

Sejam bem-vindos a Angola.

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura. Importa referir, que a medida em referência, não retira o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Tel.: +49 1521 3852073 ( Alberto Cuico)
+49 176 23740057 (José Contreiras)

Notícias

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar