X

Notícias

05ago

Transferências sociais monetárias beneficiam mil e 200 crianças

Social | | Return

Mil e 200 crianças dos zero aos cinco anos de idade, na província de Luanda, vão beneficiar de um projecto denominado "Luanda Emergencial Covid-19", que tem como foco a transferência social monetária.

A iniciativa está a ser financiada pela Agência Sueca de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (ASDI), por via do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e pretende assegurar, numa primeira fase, um total de 519 famílias e 908 crianças.

A formalização do acordo aconteceu hoje, sendo que a iniciativa vai beneficiar o município luandense de Icolo e Bengo, nos bairros de Camizungo, Camizungo 2, Camassa, Mazozo sede e Mazozo Lagoa.

O projecto vai-se estender para os centros de acolhimento dos municípios de Belas e de Viana.

Após o acordo, a governadora da província de Luanda, Joana Lina, disse que a pandemia da Covid-19 agudizou o risco social e económico de várias famílias, daí que o projecto vem dar resposta pontual à essas dificuldades.

“É um estímulo”, sublinhou a governadora, para quem a iniciativa representa um impulso nos projectos de desenvolvimento local e no combate à pobreza, em curso nos diferentes municípios.

Joana Lina espera que essa acção tenha um impacto positivo na redução dos índices de má nutrição, na prevenção da doença, contra a violência infantil e na manutenção de um baixo nível de contágio da Covid-19 nas comunidades onde o projecto será implementado.

O representante do UNICEF em Angola, Glayson Ferrari dos Santos, disse que independentemente da pandemia, a missão da organização é sempre o de preservar e advogar os direitos da criança.

Segundo a representante do UNICEF, a intenção do organismo, a nível global, é o de ampliar os programas de protecção social durante a pandemia.

A ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Inglês, disse, a propósito, que o programa piloto das transferências sociais monetárias prevêem um valor mensal de cinco (5) mil kwanzas por criança, durante seis meses.

No caso de três crianças por família, que é o número limite, o valor eleva-se a 15 mil kwanzas, durante 12 meses, período que durará o projecto.

Faustina Inglês adiantou que o programa, que incide directamente sobre a criança na primeira infância, concorre para as metas do Plano Nacional de Desenvolvimento (2018/2022) que, no seu primeiro eixo, destaca o desenvolvimento humano e bem-estar, bem como o Programa Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza.

Attachments

Related

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura, o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Reclamções e consultas do Sector Consular  ligar para +491602019523

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar