X

Notícias

30set

Isenção de visto permite entrada de oito mil turistas

Economia | | Return

Pelo menos oito mil e 410 turistas estrangeiros receberam, no primeiro semestre deste ano (2019), visto para entrar em Angola, no âmbito do novo regime de isenção e simplificação de concessão de vistos de turismo, em vigor desde 30 de Março 2018, informou na sexta-feira, em Luanda, o subcomissário dos Serviços de Migração e Estrangeiro (SME), Teixeira da Silva Adão.

Ao falar numa conferência do 1º Congresso sobre hotelaria e turismo e da ExpoHotel Angola 2019, que decorreu em Luanda, sublinhou que esses vistos foram obtidos via online nas fronteiras de Massabi (Cabinda), Santa Clara (Cunene), Luau (Moxico) e do aeroporto Internacional de Luanda e do aeroporto Internacional de Mukenga (Huíla).

Dados indicam que no ano transacto, 18 mil e 409 turistas estrangeiros receberam visto de turismo, sendo o Brasil, China e Portugal os países cujos cidadãos mais beneficiaram de visto.

As novas regras isentam e facilitam o acesso ao visto a cidadãos de 61 países, incluindo Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Brasil e Timor Leste, desde que apresentem apenas bilhete de passagem, passaporte, comprovativos de alojamento e meios de subsistência no pedido de visto de Turismo, que é emitido já à chegada à capital angolana.

Lembrou que a necessidade de adequar acções que visam responder as exigências do fenómeno migratório actual, determinou, por parte do governo angolano, a adopção de uma política de imigração, consubstanciada na criação de um pacote legislativo migratório.

O subcomissário lembrou também que um conjunto de diplomas legais de substância migratória e transversais, com impacto na entrada, permanência e saída de cidadãos estrangeiros turistas e não só, integração de imigrantes na sociedade, Investimento privado, isenção e simplificação de procedimentos para concessão de visto de turismo, na fronteira, definição, actualização e uniformização das taxas dos actos migratórios, colocação de oficiais de Ligação de Imigração nas Missões Diplomáticas e Postos Consulares, dentre outras matérias.

De acordo com o mesmo, a Política Migratória Nacional e a Lei sobre o Regime Jurídico dos Cidadãos Estrangeiros, dada a sua complementaridade, visam garantir a integridade nacional, através de um melhor controlo das fronteiras e de uma política migratória que salvaguarde os interesses nacionais, configurada na facilitação da entrada de outros actores que promovam o desenvolvimento económico, tais como turistas, investidores e profissionais altamente qualificados que permitam suprir as necessidades de competências pontuais do país.

A 1ª edição da ExpoHotel Angola e o 1º Congresso sobre Hotelaria e Turismo iniciam nesta quinta-feira, em Luanda, com mais de 100 empresas, numa promoção da Associação de Risorts e Hotéis de Angola (AHRA).

O evento decorre nas instalações da Televisão Pública de Angola (TPA), distrito Urbano do Camama, num espaço de 25 mil metros quadrados, cabendo a cada empresa participante uma área de exposição que varia de nove a 36 metros quadrados.

O congresso e a exposição contarão com a presença de convidados estrangeiros ligados às associações congéneres da África do Sul, Zimbabwe, Namíbia, Zâmbia, Moçambique, Botswana, Tanzânia, Lesotho, República Democrática do Congo, República do Congo Brazzaville, Cabo-verde e Marrocos, Portugal, Espanha, Brasil e Cuba.

Attachments

  1. 20180627083151turistas.jpg 30/09/2019 17:43:15
  2. download.jpg 30/09/2019 17:48:27

Related

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura. Importa referir, que a medida em referência, não retira o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Reclamções e consultas do Sector Consular  ligar para +491602019523

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar