X

Notícias

28out

PIB angolano vai crescer 1,8 em 2020

Economia | | Return

A economia angolana poderá crescer 1,8 por cento em 2020, depois da recessão de 1,1% de 2019, segundo projecções da proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) para o próximo ano.

O crescimento do PIB será suportado pelo desempenho positivo do sector petrolífero com 1,5% e com a contribuição do não petrolífero com 1,9 por cento.

A inflação projectada será de 19,6%, uma subida de quase dois pontos percentuais em relação a de 2019, de acordo com a proposta de Orçamento apreciada no último final de semana pelo Conselho de Ministros.

O serviço da dívida pública representará 56,8 por cento do total da despesa do Orçamento Geral de Estado (OGE/2020), quando em 2019 representou 51,27 por cento da despesa total.

Dos AKz 7,2 biliões destinados ao serviço da dívida, 4 biliões serão canalizados às operações da dívida pública interna (31,8% do OGE) e 3,18 biliões destinados a pagamento da dívida externa.

A remuneração do pessoal representará 17,1% da despesa, ou seja AKz 2,18 biliões de kwanzas, os juros 13,6%, qualquer coisa como 1, 7 biliões de kwanzas, enquanto as despesas em Bens e Serviços vão situar-se em 1,1 biliões de kwanzas (8,6% do OGE)), ao passo que as transferências correntes corresponderão 788,7 mil milhões (6,2% do OGE).

De acordo com as projecções do OGE, o crescimento do sector petrolífero será resultado da execução dos programas de manutenção e inspecção visando a eficiência operacional acima dos 95%, asseguramento dos programas de revitalização dos campos Malongo West, Kungulo e Banzala, no Bloco 0, bem como nos Blocos 14,15,18 e 31;

Restabelecimento e melhoria da injecção de água em várias concessões, a implementação de estratégia de desenvolvimento de campos Marginais, reinício de produção dos campos Raia, Bagre e Albacore no Bloco 2/05.

Entrada em produção do campo Agogo, fase 1, no Bloco 15/06 com uma produção média anual de BOPD 8 000; 6. ii.Entrada em produção do projecto Gimboa Noroeste (GimNW) no Bloco 4/05 com uma produção média anualizada de BOPD 4 000.

O crescimento de 1,9% do sector não petrolífero será resultado de uma maior aceleração do crescimento nos sectores de agricultura, pescas e derivados e serviços mercantis, Implementação do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importações (PRODESI).

Surgimento de novas Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME), a concessão de micro-crédito e crédito com juros bonificados, a luz do Projecto de Apoio ao Crédito (PAC), a implementação do Plano Integrado de Intervenção nos municípios (PIIM) e o Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Segundo a proposta,  diamantes, minerais metálicos e outros poderão registar um crescimento de 6,6 por cento, seguido das pescas e derivados com 4%, agricultura 3,1% e idústria transformadora com 1,2%.

Attachments

  1. industria.jpg 28/10/2019 16:25:46

Related

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura. Importa referir, que a medida em referência, não retira o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Reclamções e consultas do Sector Consular  ligar para +491602019523

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar