X

Notícias

21jan

Investigações "destapam" negócios de Isabel dos Santos

Luanda - O jurista angolano Albano Pedro afirmou nesta segunda-feira que a divulgação do "Luanda Leaks" vai permitir ao Estado angolano ter uma dimensão clara da extensão dos negócios da empresária angolana Isabel dos Santos à escala internacional.

“Luanda Leaks” é um conjunto de investigações relacionados com a actividade empresarial de Isabel dos Santos, que possui mais de 400 empresas e subsidiárias em 41 países, incluindo em Malta, Ilhas Maurícias e Hong Kong.

Em declarações à Angop, a propósito da divulgação dos primeiros resultados das investigações de um Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), em que participaram 36 meios de comunicação social internacional, o jurista sublinhou que Angola está apenas interessada que lhe seja ressarcido o valor devido pela empresária.

“Até agora, o Estado vê a empresária apenas como uma devedora, daí que ainda não questionou sobre a legalidade dos seus negócios”, frisou, numa referência à dívida de USD 1.136.996.825,56 (mil milhões, cento e trinta e seis milhões, novecentos e noventa e seis mil, oitocentos e vinte e cinco dólares e cinquenta cêntimos) que Isabel dos Santos tem com o Estado angolano.

O montante é resultante de vários negócios entre empresas do Estado angolano e Isabel dos Santos, de Sindika Dokolo, seu esposo, e de Mário Filipe Moreira Leite da Silva, actual presidente do Conselho de Administração do Banco de Fomento de Angola (BFA).

Entre outros aspectos, a investigação do ICIJ revela que a filha do ex-Presidente da República terá desviado 115 milhões de dólares de fundos públicos, por via da Sonangol - Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola, E.P.

Attachments

Related

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura. Importa referir, que a medida em referência, não retira o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Reclamções e consultas do Sector Consular  ligar para +491602019523

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar