X

Notícias

10mar

Laboratório Nacional tem "luz verde" para testar Covid-19

Social | | Return

O Laboratório de Biologia Molecular Nacional, instalado em Luanda, há mais de três anos, foi autorizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a realizar testes do novo Coronavírus (Covid-19), para acudir a epidemia que o mundo enfrenta. A confirmação é do chefe do Departamento de Laboratório de Saúde Pública e Vigilância Epidemiológica, Joltim Quivinja, esclarecendo que, ainda assim, o Laboratório Nacional será alvo, em breve de três avaliações.

“Apesar dessa autorização, os eventuais casos positivos que forem diagnosticados no país serão enviados para um laboratório de referência mundial, como o da África do Sul, para a confirmação”, referiu o responsável num seminário dirigido (hoje) a jornalistas.  

De acordo com Joltim Quivinja, tal facto só acontecerá porque o equipamento nacional, com capacidade para testar mais de 90 casos/dia, ainda não está acreditado pela OMS, pelo que aventa a possibilidade de os técnicos da OMS virem a Angola em Abril próximo, para se realizar a segunda fase de avaliação.

Sem avançar data concreta para a acreditação final e para o funcionamento pleno da unidade, o chefe do Departamento do Laboratório de Saúde Pública e Vigilância Epidemiológica sublinhou que, doravante, em dois dias, se obterão os resultados dos testes.

Já o chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Eusébio Manuel, reafirmou, na ocasião, que “Angola não possui caso positivo do Covid-19” e refutou os rumores de casos nos hospitais Geral e Josina Machel, ambos em Luanda.

Apelou os cidadãos para comunicarem as autoridades sanitárias, caso haja suspeitas de pessoas com sintomas de Coronavírus. O contacto deve ser feito através dos terminais 111, Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), ou 937 503 349.

Segundo Eusébio Manuel, os eventuais casos que forem identificados noutras províncias devem ser encaminhados para as unidades sanitárias de referência de cada região, onde estão criadas as condições para isolar o doente e colher amostras para ser testado em Luanda.

"As pessoas que eventualmente apresentarem sintomas do Coronavírus devem manter-se distanciadas de outras pelo menos a dois metros, devendo solicitar os serviços de saúde para a pronta intervenção e evitar o contágio e propagação do vírus", alertou.  

O seminário abordou, entre outros temas, “A situação mundial do Covid-19”, “A epidemiologia desse fenómeno”, “O quadro clínico da doença”, “A organização dos serviços de saúde para a resposta” e “O papel do laboratório e biossegurança”.

Dados oficiais indicam que o Coronavírus infectou mais de 108 mil pessoas e matou mais de três mil em mais de 90 países do mundo.

Em África, o primeiro caso de morte foi registado no Egipto, que conta com 48 pessoas infectadas. Além deste estado do magrebe, Argélia, Tunísia, Marrocos, Camarões, Nigéria, Senegal, África do Sul e Togo também já registaram ocorrências positivas.

Attachments

Related

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura, o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Reclamções e consultas do Sector Consular  ligar para +491602019523

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar