X

Notícias

12mai

Fábrica Alassola vai produzir 500 mil máscaras/mês

Economia | | Return

A fábrica têxtil Alassola, localizada na cidade de Benguela, vai produzir 500 mil máscaras faciais por mês, no âmbito do programa de prevenção da propagação da pandemia da COVID-19 no país.

Segundo o administrador técnico, Hioshi Yamamoto, que falava à imprensa, a Alassola já produziu 3.500 máscaras e projecta acelerar a produção nos próximos dias.

Hioshi Yamamoto explicou que aproveitaram o material que tinham em stock para a produção de lençóis, utilizando-o agora na produção das máscaras.

“Temos 110 máquinas e se a demanda for muito grande podemos ir aumentando a produção e com a capacidade nominal montada podemos chegar a um milhão de máscaras/mês”, disse o responsável.

Afirmou que o tecido utilizado possui as características técnicas específicas recomendadas pela OMS e foi aprovado pelo Ministério da Saúde de Angola.

“O tecido tem uma densidade de 170 a 180 fios por polegada, que pode variar de 200 a 250 gramas por metros quadrados”, realçou.

De acordo com Hioshi Yamamoto, a máscara fabricada na Alassola tem vantagem por ser produzida com tecido 100 por cento algodão, ou seja, é ecológico e natural, não causando coceira no nariz.

Já o presidente do conselho de administração da empresa Alassola em Benguela, Tambwe Mucaz, disse que a empresa está engajada na luta contra o coronavírus, através da produção desse equipamento de biossegurança.

Explicou que o sucesso desta indústria têxtil depende de dois factores que são a matéria-prima (algodão - que representa 55 por cento do custo do produto final) e da energia eléctrica, pois ela ainda trabalha na base de um grupo gerador, o que deve ser corrigido.

Neste início do processo de produção das máscaras, a Alassola conta com os préstimos de 15 jovens. Em pleno funcionamento, a fábrica vai precisar de 1.200 funcionários e mais de 11 mil toneladas de algodão/ano para produzir, entre outros, peças de lar, como toalhas de rosto, cobertores, bordados e lençóis.

A fábrica Alassola é uma empresa 100 por cento de direito angolano, que opera na província de Benguela. É a sucessora da extinta África Têxtil, paralisada em 1998, tendo declarado falência no ano 2000.

Attachments

  1. l_textel.jpg 12/05/2020 21:56:05

Related

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura. Importa referir, que a medida em referência, não retira o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Reclamções e consultas do Sector Consular  ligar para +491602019523

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar