X

Notícias

26mai

Médicos cubanos formam técnicos angolanos na Huíla

Social | | Return

 Pelos menos 130 médicos e mais de três mil enfermeiros da província da Huíla começaram hoje uma formação de especialidade ministradas por 17 médicos cubanos.

 

A formação, que prevê cinco módulos, vai até Novembro, mas este, o primeiro, com duração de dois meses tem foco na actualização de conhecimentos ligados ao rastreio, diagnóstico e gestão de doenças respiratórias comuns.

O primeiro módulo, de um toal de cinco, com duração de dois meses de capacitação cada, tem o foco na actualização de conhecimentos ligados ao rastreio, diagnóstico e gestão de doenças respiratórias comuns, disse hoje, terça-feira, a directora do gabinete da saúde, Luciana Guimarães.

Segundo a directora do gabinete da saúde, Luciana Guimarães, até Novembro os técnicos angolanos terão em aprendizagem outros quatro módulos, ligados às doenças da maternidade, doenças infecciosas e o VIH/SIDA, doenças pediátricas, assim como doenças diarreicas e crónicas.

A previsão é que os restantes municípios, onde já foram encaminhados os médicos cubanos, iniciem ainda esta semana a mesma formação, que ressalta a importância do procedimento para melhor gerir patologias de especialidade e cobrir a carência de médicos especialistas.

A rede sanitária da Huíla é composta por quatro hospitais provinciais, 74 centros médicos e 188 postos de saúde, acumulando 2.319 camas, asseguradas por 186 médicos, entre nacionais e expatriados e três mil e 334 enfermeiros para atender cerca de dois milhões, 497 mil e 422 habitantes.

Angola conta com apoio de 256 médicos cubanos, que chegaram ao país a 10 de Abril, no âmbito da luta contra o novo coronavírus (covid-19).

Attachments

Related

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura. Importa referir, que a medida em referência, não retira o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Reclamções e consultas do Sector Consular  ligar para +491602019523

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar