X

Notícias

01jun

UNICEF pede atenção redobrada à criança

Social | | Return

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) encorajou, esta segunda-feira, o Governo angolano a continuar a realizar acções, para evitar que a pandemia da Covid-19 se "transforme numa crise para os direitos da criança".

Em mensagem alusiva ao Dia Mundial da Criança (1 de Junho), o UNICEF destaca a necessidade de se assegurar que as crianças e famílias tenham acesso à água, a condições de saneamento e higiene, à vacinação de rotina, às consultas pré-natal e aos serviços de nutrição.

A instituição solicita também o Executivo o contínuo apoio às famílias, por meio de programas de protecção social, para combater a violência, exploração e abuso de crianças.

A organização reitera a responsabilidade partilhada entre as famílias, sociedade civil, líderes políticos, parceiros privados, organizações e doadores internacionais para se garantir o apoio necessário ao bem-estar dos petizes.

O UNICEF reconhece que, desde a ratificação da Convenção sobre os Direitos da Criança (1990), apesar dos inúmeros desafios económicos, políticos e sociais, Angola tem dado passos significativos para assegurar o desenvolvimento integral da criança.

"Por meio de uma agenda nacional orientada pelos 11 compromissos com a criança, os líderes políticos, parceiros internacionais, parceiros privados e sociais partilham responsabilidades, a fim de tornarem a criança uma prioridade absoluta", lê-se na mensagem.

Conforme o documento, é urgente que todos os angolanos reafirmem o seu compromisso com a criança, por ser a única via para se evitar uma crise maior que a crise da Covid-19, destacando a urgência em se potencializar o capital humano e reforçar a descentralização e convergência de serviços sociais.

A organização destaca o apoio às acções de redução do impacto da pandemia, particularmente no reforço e expansão do Sistema de Protecção Social, com vista a redução dos efeitos do choque económico e social na vida das famílias.

Dados disponíveis indicam que as crianças constituem a ser maioria da população angolana, sendo que mais de 50 por cento da população tem menos de 18 anos de idade.

Attachments

Related

 
Avisos Consulado

Pela presente, o Sector Consular da Embaixada de Angola na República Federal da Alemanha, informa que, doravante, no acto de tratamento de questões de natureza consular, procederemos ao uso do termómetro de medição da temperatura, o uso obrigatório da máscara,  desinfectantes (Álcool-Gel), bem como o distanciamento de pelo menos de um (1) metro e meio no contacto com as pessoas .

Augurando por dias melhores, cordialmente nos despedimos.

Berlim, aos 22 de Junho de 2020.-  

Reclamções e consultas do Sector Consular  ligar para +491602019523

PARLAMENTO DE ANGOLA

Visitar
 

BANCO NACIONAL DE ANGOLA

Visitar
 

LINKS ÚTEIS

Visitar