FALECEU EMBAIXADOR BENTO RIBEIRO ”CABULO”

Mrz 16, 2021

Faleceu no passado dia 14, em Lisboa, Portugal, o embaixador na reforma Alberto do Carmo Bento Ribeiro “Cabulo”, aos 79 anos, vítima de doença prolongada, informou, em nota, o Ministério das Relações Exteriores (Mirex).

Alberto do Carmo Bento Ribeiro “Cabulo” nasceu a 21 de Dezembro de 1941, na província de Luanda. Estudou Engenharia Eléctrica na Rheinisch-Westfälische Technische Hochschule em Aachen, Alemanha, e na Universidade de Lisboa, Portugal.

De regresso a Angola, dedicou-se à investigação científica. Após à Independência, Bento Ribeiro ocupou vários cargos no Governo, incluindo o de secretário de Estado das Comunicações e secretário de Estado e ministro da Indústria, até 1984. Foi membro da Assembleia do Povo de 1980 a 1986 e docente da Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto (UAN).

Na carreira diplomática, Bento Ribeiro foi embaixador de Angola na Namíbia, Zimbabwe, Alemanha, República Checa, Estados Unidos da América (2011-2014)e Holanda.

A embaixadora de Angola na Alemanha, Balbina Dias Da Silva, em seu nome pessoal e do corpo diplomático, lamentou a morte do embaixador e endereçou seus profundos sentimentos de pesar, à família enlutada, em uma nota de condolências.

”Foi com profunda dor e consternação que tomei conhecimento do passamento físico do embaixador Alberto do Carmo Bento Ribeiro ”Cabulo”, com quem tive o privilégio de trabalhar.

O embaixador Alberto do Carmo Bento Ribeiro “Cabulo”, foi um grande nacionalista, homem trabalhador e vertical nos seus princípios. Um combatente pelos ideais da liberdade e independência de Angola desde a primeira hora.

Ocupou diversas funções no governo e representou Angola como embaixador em diversos países.

Nesta hora de dor, curvamo-nos perante a sua memória e rendemos sentida homenagem à este valoroso combatente da liberdade.

Em meu nome pessoal e de todos os funcionários desta missão diplomática, apresento à família enlutada os nossos mais profundos sentimentos de pesar.

Honra e glória à sua alma.”