A RICA BIODIVERSIDADE DE ANGOLA

Mar 17, 2021

Situado na região ocidental da África Austral, o país comporta um território de 1.246.700km2, com uma extensão da Costa Atlântica de 1.650km e Fronteiras Terrestres de 4.837km.

Angola é berço de uma natureza em fauna selvagem e marinha, flora exuberante e gente alegre, que transforma o país numa terra abençoada.

”Fauna”

Em Angola conhecem-se inúmeras espécies espalhadas por várias regiões. Na floresta do Maiombe habitam Gorilas, Chimpanzés e Papagaios, nas zonas naturais mais húmidas do norte, centro e leste, podemos observar o Golungo, a Palanca Negra Gigante, uma espécie endêmica no mundo e em vias de extinção, a Seixa e os Elefantes.

Já nas regiões mais secas, aparecem a Cabra de Leque, o Guelengue do deserto ou Orix, a Impala, a Chita, o Búfalo, também o Elefante, a Zebra e a Girafa. Animais mais ou menos comuns a todo o território, são a Hiena, a Palanca Vermelha, o Leão, o Leopardo e o Hipopótamo.

Na fauna marítima, existe igualmente uma enorme variedade de peixes e de mariscos que se encontram também nos rios e que, a par destes, podemos ver também Crocodilos e Jacarés.

”Flora”

Angola apresenta cinco tipos de zonas naturais, a floresta húmida e densa como a de Maiombe que contém raríssimas madeiras do mundo, as Savanas normalmente associadas ás matas como é o caso das Lundas, as Savanas secas com árvores ou arbustos, em Luanda, baixa de Kassanje e certas áreas das Lundas.

Existem ainda zonas de Estepe ao longo de uma faixa que tem o início a sul do Sumbe e termina na desértica estreita faixa costeira no extremo sul do país, o deserto do Namibe, o habitat de uma espécie única e endêmica no mundo que tanto caracteriza este páis, a Welwitschia Mirabilis.

”Anfíbios”

Angola é um dos países mais ricos em herpetofauna da região, com espécies de anuros de 25 géneros diferentes, pertencentes a treze famílias de anfíbios. As famílias com maior diversidade, compreendendo quase 75% das espécies de anfíbios presentes são HyperoliidaePtychadenidaeBufonidae e Arthroleptidae. Só é superada em número de espécies pela República Democrática do Congo e África do Sul na região, e conta com 15% de espécies endêmicas.

”Répteis”

Foram descritas em Angola espécies de 101 géneros, que fazem parte de 22 famílias de répteis, excluindo tartarugas marinhas. Dentre as tartarugas estão presentes membros das famílias  Pelomedusidae, Trionychidae e Testudinidae. Mais de um terço das espécies de Squamata presentes no território pertencem às famílias LamprophiidaeScincidae. Angola é um dos países africanos com maior número de espécies de répteis, a seguir à África do Sul, Tanzânia e República Democrática do Congo.

AVISO: Devido à pandemia Covid-19, visite-nos apenas com marcação prévia: +49 30 240 89 70. Se vai viajar para Angola, consulte Formulário de Registo de Viajem