RESPONSÁVEL DEFENDE MAIOR APOSTA NO TURISMO RURAL

Fev 23, 2021

O turismo em Angola está diretamente associado à beleza natural do país. O setor do turismo angolano é relativamente novo, condicionado pela guerra civil, que terminou em 2002. Não obstante à esta situação, Angola continua sendo um país lindo, rico e com um grande potencial turístico a ser explorado. O turismo rural é um sector que carece de desenvolvimento para atrair turistas nacionais e internacionais, como também rentabilizar as potencialidades locais.

O chefe de departamento da Ação Cultural na Caála, província do Huambo, Pascoal Pedro Nhanga, defende a necessidade de haver uma maior aposta no turismo rural, com vista a diversificação da economia e redução das assimetrias regionais.

Segundo o responsável, em declarações na formação sobre Valências Culturais Turísticas, destinado a 40 guias turístico do município da Caála, é importante que se crie destinos turísticos rurais em toda extensão da província, tendo em conta as potencialidades que possui, para uma melhor arrecadação de receitas para os cofres do Estado.

Referiu que o turismo rural ou agro-turismo permite o contacto mais direto com a natureza, agricultura e a observância dos elementos genuínos tradicionais que estruturam a vivência da população, bem como os traços culturais destas comunidades, que bem aproveitados podem trazer muito dinheiro ao Estado.  

Deste modo, Pascoal Pedro Nhanga informou que as autoridades locais estão empenhadas na capacitação de 300 guias turísticos, no quadro das políticas de relançamento do turismo, enquanto estratégia para o fomento da actividade empresarial e combate ao desemprego.

Entre os locais turísticos da província do Huambo, destaca-se o ponto mais alto do país (Morro do Môco), por sinal uma das Sete Maravilhas de Angola, Ilha dos Amores, Monte Halavala, Ilha do Cuile, Figuras Rupestre de Caninguili e as mupas do rio Luvulu II.

Constam ainda as mupas do rio Cutato, Nascente do rio Cubango, Albufeira do Cuando, túmulo do mítico caçador Wambo Calunga, Monte Ombanjela, Aproveitamento hidro-eléctrico do Gove, estação meteorológica do Fety e as Pedras Nganda e Cawe.  

No caso particular do município da Caála, existem 26 locais turísticos, com apenas cinco em estradas em mínimas condições de acessibilidade: Morro Bangela (Miradouro da Caála), a Capela da Nossa Senhora do Monte, as pedras Nganda e Cawe, as Quedas rio Põe e recinto Verde da Floresta da Calenga (antigo Cefogexpo).

Saiba mais aqui.

AVISO: Devido à pandemia Covid-19, visite-nos apenas com marcação prévia: +49 30 240 89 70. Se vai viajar para Angola, consulte Formulário de Registo de Viajem